Participe das reuniões plenárias da Câmara! Elas acontecem toda segunda-feira às 18h.

A Câmara Municipal de Luz comemora hoje, 16 de março, 93 anos de instalação da primeira Legislatura.

Prefeito mantém decisão em em encerrar a oferta do ensino do 1º ao 5º ano no Padre Parreiras




A Câmara Municipal de Luz realizou nessa terça-feira (18/12), sob a presidência do vereador Wanderson Pinto da Silva, a 5ª reunião extraordinária do ano para a eleição da nova mesa-diretora biênio 2019-2020. Novamente a comunidade escolar e pais de alunos da Escola Municipal Padre Parreiras marcaram presença maciça no Plenário da Câmara, tendo em vista que o Prefeito Ailton Duarte e a Secretária de Educação Rosemary Ferreira da Silva foram convocados, por meio de ofício, pelo presidente da mesa diretora para discutirem sobre o remanejamento dos alunos da Escola Municipal Padre Parreiras para o Dom Manoel.
 
Fizeram uso da Tribuna Livre o Prefeito e a secretária de Educação. Ailton Duarte disse que a decisão em encerrar a oferta do ensino do 1º ao 5º ano no Padre Parreiras foi em razão das dificuldades financeiras em que o município se encontra, haja vista que o governo estadual não está fazendo o repasse dos recursos do FUNDEB (R$ 1.700.00,00 é a dívida atual do governo com o município de Luz) para pagamento dos professores. Mas ponderou que é uma experiência e, caso o cenário mude com o novo governo de Minas, poderá rever a decisão. 
 
Ainda segundo o prefeito, a Prefeitura ainda não tem dinheiro em caixa para pagar a folha de pagamento de dezembro dos professores.    
 
Os números apresentados pela secretária de educação apontam que, com a junção das duas escolas, o município vai economizar R$ 713.707,81 ao ano contra os R$ 1.463.625,32 que, hoje, são investidos na Escola Padre Parreiras. 
 
Segundo os vereadores, faltou transparência no processo pois é a primeira vez que o gestor do município participa de um encontro, de forma democrática, para discutir a situação da escola, uma vez que a Câmara promoveu reuniões internas entre pais e a comunidade escolar do Padre Parreiras mas o prefeito não participou, apesar de ter sido convidado . Para eles, foi uma decisão arbitrária. “Não há democracia se não ouvirmos as pessoas envolvidas no processo”, observou o vereador Marcos Fiuza.
 
Vereadores, comunidade escolar, pais e simpatizantes da causa ponderaram junto ao prefeito para voltar atrás em sua decisão de transferir os alunos para o Dom Manoel, fazer cortes nas contas do governo, ver onde pode economizar, porém o prefeito disse que ele era obrigado a tomar tal medida .  “Nunca se falou em fechar uma escola por causa de uma crise financeira”, salientou a diretora do Padre Parreiras Ieda Duarte.      
Atenção!!! você que vai construir em nossa cidade. Está em vigor desde o dia 2 de junho de 2014 o Plano Diretor do Município de Luz com novas medidas e diretrizes para construções e lotes em nossa cidade.
AGORA É LEI. Desde o dia 28 de novembro de 2016, determinados grupos de pacientes usuários do SUS podem receber os medicamentos de uso contínuo em casa, sem precisar se deslocar até o Posto de Saúde.
Lei, de autoria da Câmara, permite ao SAAE de Luz receber doações para a Vila Vicentina, APAE e Abrigo Nossa Senhora Aparecida por meio da conta de esgoto.
Está em vigor desde o dia 29/5/2014, Lei de autoria do Legislativo que autoriza a Prefeitura a transportar estudantes em cursos técnicos, superiores tecnológicos ou de graduação
É de autoria da Câmara Lei que institui a campanha de conscientização da destinação de óleos e gorduras de origem vegetal ou animal de uso culinário.